quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Revolução Midiática

O que observamos no cenário político brasileiro é um “quarto poder”, exercido pela mídia, tradicionalmente elitista e proselitista, mobilizando parlamentares da oposição e membros da elite empresarial, como o empresário João Dória Jr e seu movimento CANSEI, visando desestabilizar um governo emerso das camadas mais sofridas de nosso país, um governo de fortes tendências populares e em alguns momentos populistas, porém um governo que oferece aos empresários uma economia forte e estável.

Mas as famílias Marinho e Civita, donas das redes Globo e Abril respectivamente, não se conformam com o sucesso do governo Lula, não se conformam com a aprovação popular superior aos 50%, não se conformam com o sucesso dos jogos Pan americanos no Rio de Janeiro, não se conformam do Brasil ter conseguido atingir com dez anos de antecedência a principal meta do milênio segundo a ONU que consistia em reduzir à metade o número de cidadãos que vivem em pobreza extrema.

Em vez de Marchas da Família com Deus pela Liberdade, a sociedade deveria organizar uma “Marcha pela Imparcialidade da Imprensa e o Fim do Proselitismo nos Meios de Comunicação”. A sociedade brasileira carece de um noticiário sério compromissado com a verdade seja ela favorável a partido “A” ou “B”, de uma grade de programação que informe mais e distraia menos, de programas que valorizem a arte e cultura ao invés do culto ao corpo e aos bens matérias.

Portanto é de extrema importância salientar que o que as emissoras de televisão operam é uma concessão pública com data de início e fim, com um contrato a ser cumprido e um papel social importante. Mas o que vemos é uma mídia que incentiva a inversão de valores éticos e morais pela qual a sociedade brasileira passa. Uma mídia que abominou de suas grades programas que incentivem as produções artísticas e culturais, festivais de música nem sequer são noticiados e exposições e mostras culturais muito menos.

Com o avanço das tecnologias de informação e de comunicação em massa, a sociedade tem a oportunidade de desvencilhar-se da “camisa de força” que a grande imprensa pos sobre todos nós. Blogs, sites independentes, rádios comunitárias, tudo isso deve ser aproveitado para a criação de uma imprensa livre, séria e comprometida com a verdade. O povo brasileiro não pode mais esperar, devemos ir para o embate às forças patronais que dominam a grande imprensa brasileira. Então, à luta brasileiros e brasileiras!

7 Comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente com você, temos que ter discernimento para avaliarmos a atual conjuntura política do país.

Claudair.

Kelsen Bravos disse...

Muito preciso seu texto, camarada. Tenho uma dúvida quanto à foto de seu blog, não é cedo ainda?

Cássio Augusto disse...

Dae cara... Blog novo o seu né!!! sucesso pra tí... flw!!!

felipec disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
lucasfurtado81 disse...

É tava de passagem pelo seu perfil no orkut e vi que você tem um blog, acho muito interessante um blog, porem não tenho coragem de possuir um, por vários motivos.
Lendo o seu primeiro texto vi o que você quer passar com ele, mas acho que não é só por aí, semana passado fui super criticado por uma amiga em relação a esse movimento "cansei" e o que eu defendia era que realmente estamos cansados, mas não só cansado de esperar em aeroportos, estamos cansado de tudo. A Família Marinho não é dona da Rede Globo ela apenas tem a concessão da rede, pois essa concessão é dada pelo governo, mas sim ela é dona da Abril. ambas as empresas tem um noticiário sério, que pode ser visto por todas as classes já que usa de uma linguagem de fácil compreensão, sim a nossa televisão brasileira é paupérrima de programas culturais devemos cobrar isso deles já que no contrato de concessão eles exigem pelo menos 6 diárias de programas educativos e culturais, mas nós não vemos isso, até vemos no sábado o "ação" e o "globo ciência", mas cadê essa programação diária, você não pode ver só a globo. A nossa televisão local é um lixo programas como "barra pesada", "rota 22" e "cidade 190" ferem os direitos dos cidadãos quando mostram e quando invadem a privacidade de uma família que teve um parente morto em um tiroteio independente que essa seja ou não um "marginal" isso não importa. Concordo com você eu que sou um aluno de comunicação social quero ver a nossa televisão e o nosso governo mudar pois não depende só de nós, até por que nossa parte nós já fizemos, que foi escolher eles como nossos governantes e cadê a parte deles? Não concordo com uma concessão publica, pois a muito lixo não só nas "privadas" como também nas "publicas". Eu futuro publicitário espero que com o avanço da tecnologia (TV digital) essa situação venha a mudar.
Parabéns pelo seu blog gostei bastante, sempre que der venho aqui e dou uma lida.
Parabéns, Boa Sorte e Sucesso.
Abraço.

Ivo Braga da Rocha disse...

Bom primeiramente gostaria de dizer que a família que comanda a rede Globo é a família Marinho, SIM e que o grupo Abril é comandado por outra família também de direita e bastante reacionária, no caso a família Civita.

Acho que é no mínimo equivocada seu posicionamento quando você diz que nós já fizemos a nossa parte. Porque essa tal "nossa parte" não é só de quatro em quatro anos comparecer às urnas e votar não!
A construção de uma sociedade democrática e de um país melhor é feita dia a dia, com o povo na politização das massas, na educação, na cobrança aos governantes.
A TV Digital está vindo para melhorar a qualidade técnica da televisão brasileira e não a qualidade de programação! Por isso sou a favor de uma TV estatal que incentive e divulgue trabalhos científicos e culturais nas universidades.

Um Abraço.

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado

  © 2009 | Template de Dicas Blogger | Orgulhosamente hospedado no Blogger Desenvolvido por | David Aragon

TOPO