segunda-feira, 16 de maio de 2011

A UNE e a Democracia brasileira

Artigo que escrevi essa semana para o Portal Vermelho.

Acontece em Goiânia-GO, de 13 a 17 de julho, o 52º Congresso da União Nacional dos Estudantes. Esperamos reunir durante esses dias os 10 mil estudantes com mais disposição de transformar a realidade do nosso país. Estudantes, eleitos delegados e suplentes num processo que deve mobilizar cerca de 2 milhões de jovens em eleições diretas em cada Universidade. Nesse contexto o Congresso da UNE se impõe como um marco na consolidação da democracia brasileira.

Considerado o maior evento juvenil do Brasil, o congresso da UNE vem carregado de quase 75 anos de tradição. História que se confunde em muitos momentos com a própria história do Brasil. Ora, se o que vemos nos livros didáticos não são frutos de campanhas protagonizadas pela entidade estudantil, como a entrada do Brasil na II Guerra contra os países do eixo, a campanha “O Petróleo é Nosso”, a luta pelas reformas de base de Jango, a heróica resistência aos anos de chumbo da ditadura militar, as mobilizações das “Diretas Já”, as imensas passeatas do “Fora Collor", a resistência aos ataques neoliberais de FHC, e a postura independente e propositiva nos oito anos do governo Lula.

Os congressos da UNE são marcados por acalorados debates e uma rica pluralidade de ideias e opiniões, um verdadeiro exemplo de democracia. Alguns desses épicos congressos ficaram guardados na memória coletiva dos estudantes, como o 30º Congresso que não chegou a acabar, pois todos os congressistas foram presos, na cidade paulista de Ibiúna em plena ditadura militar. O congresso de reconstrução, em 1979 em Salvador, ainda que com a cadeira do ex-presidente, Honestino Guimarães, vazia. O 46º congresso, em 1999, em que os estudantes brasileiros receberam o Presidente Cubano Fidel Castro.

A UNE serve o país com gerações de quadros formados na luta estudantil, na passagem em sala de aula, nas passeatas, nos debates. Das fileiras da entidade saíram pessoas de grande expressão nacional e que prestam serviços relevantes ao país, a exemplo dos comunistas Aldo Rebelo e Orlando Silva que presidiram a entidade e hoje são Deputado Federal e Ministro do Esporte respectivamente. Os petistas José Dirceu e Lindberg Farias, e até mesmo o tucano José Serra.

Em cada congresso várias histórias, palavras de ordem, teses, emoções, paixões. Elementos que tornam o congresso da UNE uma aventura aconselhável a todo jovem brasileiro. Jovens que a partir dali passam a ser atores principais das próximas páginas da nossa história. Ali corações e mentes são ganhos para a construção de um novo país, com menos injustiça e mais oportunidade, um Brasil construído de forma soberana, independente e antes de tudo democrática. Esse é o grande serviço que a União Nacional dos Estudantes presta ao povo brasileiro.

Viva o 52º Congresso da UNE!

Viva a União Nacional dos Estudantes!

1 Comentário:

André Alexandre disse...

Olá caro colega, parabéns pelo Blog, encontrei seu link há poucos dias e já me tornei seu seguidor, gostaria que se possível você também seguisse meu Blog. Meu link é: http://muralderiachodacruz.blogspot.com

Desde já ficam os nossos sinceros votos de agradecimento

  © 2009 | Template de Dicas Blogger | Orgulhosamente hospedado no Blogger Desenvolvido por | David Aragon

TOPO